As mãos da minha doula | Maternamos
maternamos-nascimento-humanizado-as-maos-da-minha-doula

As mãos da minha doula

Com tanto debate sobre nascimento humanizado hoje em dia, a palavra doula está ficando cada vez mais batida. Mas ainda percebo um certo desconhecimento… As pessoas me perguntam o que é doula, pensam que ela “faz” o parto, ou que é algo meio esotérico. Sendo bem objetiva: a doula é o braço direito da gestante durante o parto. Quem faz o parto é a própria mulher, orientada pela(o) obstetra.

Para mim, a doula foi meu único analgésico. Somente as mãos dela pressionando as minhas costas faziam a dor diminuir. Só por isso ela já fez toda a diferença e tornou meu parto possível. No carro, a caminho para o hospital, ela amarrou um pano em volta do meu quadril e apertava quando vinham as contrações. Isso ajudava muito a dor menos.

Mas tem mais. A doula conhece as etapas do trabalho de parto, ela pode ajudar a encontrar posições mais confortáveis, pode ajudar a identificar a hora de ir para o hospital (caso seu parto seja hospitalar). A doula faz você se sentir segura e, como consequência, as outras pessoas envolvidas também ficam mais tranquilas.

Mas e o marido? O marido é o marido, oras. Ele não entende de parto, mas conhece a gestante, então ele também é fundamental, embora tenha uma função diferente. O marido precisa estar junto para passar segurança, ele pode sustentar o corpo pesado da gestante, ajudar a apoiar as costas quando ela precisar fazer força, ajudar a mudar de posição. O marido deve estar lá para segurar a nossa mão. E tomar cuidado para não ser mordido quando a dor vier (risos).

Tem gente que faz um vínculo super forte com sua doula, que se sente acolhida até mesmo no pós-parto. Comigo, a relação ficou mais restrita ao dia do nascimento em si.

Mas sabe, foi a doula que tirou as poucas fotos que temos do parto e foi ela que limpou a minha placenta para eu poder ver o órgão que alimentou meu filho durante aqueles 10 meses de gestação. Foram as mãos dela que me ajudaram a suportar a dor que poderia ter me levado a desistir.

E por tudo isso eu sou muito grata.

Comments ( 2 )

  • Náaaa… que lindo. :) <3

    Imensamente grata pelo seu carinho…. Te assistir nesse lindo caminho de encontro com seu bebê foi muito importante pra mim.
    Me fez olhar muitos aspectos diferentes sobre a autonomia da mulher e a presença da doula no parto.
    E ler esse relato, confirmou esse lindo aprendizado.

    Sou grata a você por isso e sigo dia a dia nesse aprendizado lindo que é "Obstare"

    Beijo grande pra vocês!

  • Fernanda Saad

    Ai q lindo ❤️

Post a Comment